LIVRARIAS NO SÉCULO XXI, NA INTERNET E ONLINE (Part 2)

A grande problemática das livrarias do século XXI, independentemente do tipo e da eventual adesão à Internet, parece ser a do controle dos pontos de venda de livros ao consumidor, seja em grandes superfícies, seja em livrarias independentes ou em cadeias de livrarias ligadas ou não a grandes grupos editoriais como refere, entre muitos outros,este artigo do diário espanhol El país.

Em Portugal, a Wook da Porto Editora constitui um exemplo de esforço de controle de pontos de venda por parte de um grupo editorial, através do desenvolvimento de uma livraria online de que a Amazon é o paradigma, considerada como o é já a maior livraria do mundo. Outro exemplo de uma livraria portuguesa online, Armazém L é o sítio do Armazém de Cultura Ldª. Já a livraria Book House, que se afirma a maior livraria portuguesa online, convida os clientes a visitarem também os seus diversos «espaços físicos».